skip to Main Content
Você Sabe Qual é O Custo Para Abrir Uma Empresa?

Você sabe qual é o custo para abrir uma empresa?

Empreender é uma tarefa que exige muito esforço, dedicação e persistência. 

No Brasil, isso se transforma em um desafio ainda maior quando se leva em consideração as várias questões com as quais se têm de lidar, como o custo para abrir uma empresa. Isso pode ganhar proporções ainda maiores se você está iniciando e não sabe por onde começar.

Abrir o seu estabelecimento seguindo algumas diretrizes garantirá que você gaste menos, o que pode ser decisivo para a sobrevivência do seu negócio. Por isso, é fundamental ter muito cuidado com cada processo desenvolvido nessa etapa. Pensando nisso, desenvolvemos este artigo. Continue conosco e saiba tudo sobre o custo para abrir uma empresa.

Por que você deve formalizar sua empresa?

Antes de tudo, é bom saber que ter um negócio formalizado não traz consigo apenas a obrigação de ter que pagar impostos para o fisco, mas também muitos benefícios. Entre eles, você evita o desconforto de viver na expectativa de uma visita inesperada da fiscalização e correr o risco de ter suas mercadorias apreendidas, seu estabelecimento fechado e outras sanções como multas.

Ao formalizar sua empresa, você ainda garante:

– O acesso a créditos e financiamentos que podem ser usados para a expansão do negócio ou manutenção das atividades (capital de giro, recursos para ampliar instalações, adquirir novas máquinas ou novos veículos, dentre outros, já que a maioria das instituições financeiras oferecem taxas muito mais atraentes para empresas, uma vez que os riscos com a inadimplência tendem a ser menores;

– A prestação de serviços para companhias que só negociam com outras que estejam formalizadas, pois devido ao volume de compras e a pontualidade no pagamento, elas costumam ser ótimos clientes;

– A ampliação das suas possibilidades de faturamento ao operar para órgãos públicos, uma vez que trabalhar para o governo, em longo prazo, pode ajudar no crescimento da empresa e dar mais fôlego ao seu empreendimento;

– Os alvarás de funcionamento e a emissão de notas fiscais, que proporcionarão muito mais confiança aos seus clientes e fornecedores, pois o entendimento é de que suas atividades são realizadas de acordo com os requisitos legais.

Dessa maneira, todas as vantagens com a legalização do seu negócio superam o custo para abrir uma empresa.

Por que o custo para abrir uma empresa é uma questão relativa?

Atualmente, existem vários tipos jurídicos de empresas. Cada um deles exigirá procedimentos diferentes para a abertura. Entre os principais tipos, podemos citar:

– Empresário individual;

– Microempresário Individual;

– Empresa individual de responsabilidade limitada;

– Sociedade empresária;

– Sociedade limitada;

– Sociedade anônima;

– Sociedade simples.

Também é nesse momento inicial que se definirá aspectos relevantes, como o regime fiscal de tributação, que deverá também estar de acordo com o regime jurídico. Os regimes mais comuns são:

– Lucro Real;

– Lucro Presumido:

– Simples Nacional;

– Microempreendedor Individual (MEI).

Dessa forma, seu negócio necessitará de aporte de recursos iniciais diferentes, registro em órgãos distintos, dentre outras questões que variarão de acordo com o tamanho, segmento e modelo de empreendimento que você deseja abrir. Tudo isso influenciará no custo para abrir uma empresa.

Com o que devo me preocupar em relação ao custo para abrir uma empresa?

Para começar, é primordial o entendimento do que se entende como custo. Embora muito usado popularmente, no âmbito corporativo ele tem significados muito mais profundos.

Os custos podem ser entendidos como a quantidade investida para se produzir um determinado produto ou serviço. Nem sempre eles são fáceis de identificar, já que muitas vezes podem ser confundidos com despesas — e algumas vezes podem ser ainda mais difíceis de se estimar.

Para defini-los, é necessária uma boa fundamentação gerencial, análise periódica e conhecimento amplo dos processos que envolvem a rotina do negócio e a burocracia relacionada aos órgãos públicos com os quais se mantém relacionamento. Em seguida, listamos alguns exemplos de custo para abrir uma empresa.

Taxas de abertura

Esses valores são pagos a órgãos municipais, estaduais e federais. Eles variam de acordo com o empreendimento e o local onde a empresa está sediada. Uma exceção é o MEI, que, dependendo da categoria, não precisam pagar nenhum tipo de taxa.

Dentre as taxas que podem ser cobradas temos:

– Alvará de construção ou habite-se: documento necessário para estabelecimentos que estão em obras;

– Alvará de funcionamento: autorização emitida por órgão municipal para que a empresa possa operar;

– Alvará do corpo de bombeiros: necessário principalmente para empresas que trabalham com produtos inflamáveis ou que exponham seus trabalhadores e sociedade a riscos, como postos de combustíveis;

– Taxas de abertura de empresa na junta comercial: valor pago para a realização do registro da empresa no respectivo órgão.

Capital inicial

Para que uma empresa comece suas atividades, é necessário adquirir bens e recursos indispensáveis ao funcionamento do negócio. O valor necessário para adquiri-los é o que denominamos de capital inicial.

Seu montante também é muito relativo e dependerá do tipo de empreendimento aberto. Alguns tipos de negócios, como prestadores de serviços, não demandam muito investimento inicial. Exemplo disso são as atividades de consultoria.

Já outras empresas, como clínicas de estética, demandarão um maior investimento inicial por conta dos gastos com imóveis (aquisição ou aluguel), equipamentos, móveis e materiais de escritórios.

Marca e marketing

Caso você queira registrar sua marca, também terá de desembolsar valores junto a órgãos como o Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI).

Além de registrar sua marca, é importante mostrar ao seu público-alvo que ela existe. Isso é necessário para alcançar novos clientes e construir uma imagem sólida no mercado. Portanto, direcionar recursos para a área de marketing também é de grande importância para o seu negócio, principalmente na etapa inicial.

Perceba que o marketing não deve ser feito de qualquer maneira. Ele deve ser realizado com planejamento e estruturação, definindo-se um público-alvo específico para se focar os esforços das campanhas, por mais simples e segmentada que essa estratégia possa ser.

Certificação digital

Uma das ferramentas que o empresário nos dias atuais não pode ignorar é o certificado digital. Trata-se de um arquivo eletrônico com uma proteção especial (em forma de criptografia) que funciona como uma assinatura que pode ser usada no ambiente virtual para:

remeter documentos assinados digitalmente pela internet;

realizar movimentações bancárias;

enviar declarações, como o SPED Fiscal e SPED Contábil;

emitir notas fiscais eletrônicas (NF-e), conhecimentos de transporte eletrônicos (CT-e) e manifestações do destinatário.

A certificação digital ainda possibilita realizar logins seguros em ambientes virtuais; validar juridicamente documentos eletrônicos, ao dispensar o reconhecimento de firmas em cartórios; desburocratizar o sistema; e poupar tempo ao disponibilizar vários procedimentos que possam ser realizados com rapidez, segurança e praticidade pela internet.

As mudanças tecnológicas também alcançam órgãos e instituições públicas e a maioria delas exige que declarações sejam realizadas com o certificado digital.

Salários e pró-labore

Outro custo para abrir uma empresa quito importante e que você deve levar em consideração são os salários dos seus funcionários e o seu pró-labore. A não ser que você seja autônomo, sem uma equipe de colaboradores, sua empresa pode não funcionar e perder clientes. Seu negócio deve, além de gerar recursos para ter continuidade, remunerar sua atividade de sócio.

De forma geral, para quem está começando, o custo para abrir uma empresa é muito relativo. Ele depende do local onde sua empresa estará sediada, do porte inicial, do regime jurídico e do segmento onde atuará. A melhor maneira de evitar gastos desnecessários é contar com o auxílio de um profissional competente, que contribuirá para decisões importantes que devem ser realizadas nesse momento do negócio.

Um exemplo disso é a escolha do regime tributário, que dará mais agilidade ao processo de abertura e lhe orientará quais os procedimentos você deverá realizar com segurança e que lhe trarão resultados positivos no futuro. Nesse caso, o profissional contábil é o seu maior parceiro no desafio de formalizar seu negócio, o que lhe trará muitos benefícios.

E você, ainda tem alguma dúvida sobre o custo para abrir uma empresa? Deixe um comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top