skip to Main Content
8 Erros Comuns De Iniciantes Em Gestão De Empresas

8 erros comuns de iniciantes em gestão de empresas

Muitos empresários iniciantes têm ótimas ideias para abrir negócios, mas enfrentam problemas na gestão de empresas.

Até mesmo os projetos mais inovadores e promissores dependem de uma administração eficiente para que realmente consigam decolar no mercado. Está nas mãos do empresário colocar isso em prática.

Imagine que você tem um produto de ótima qualidade e consegue praticar um valor mais atrativo que os seus concorrentes. Nesse cenário, tudo indica que pode superar a concorrência e consolidar o seu lugar no mercado, certo? Porém, complicações no gerenciamento dos estoques ou controle do fluxo de caixa poderiam comprometer os resultados e levá-lo ao fracasso.

Ou seja, a gestão de empresas é determinante para o sucesso de um negócio. Entretanto, os empresários iniciantes costumam ter dificuldades na administração. Veremos neste post quais são os principais erros nas empresas.

8 erros comuns na gestão de empresas

No ímpeto de colocar todas as suas ideias em prática, os empresários iniciantes costumam cometer alguns erros nas empresas. E o primeiro passo para evitá-los é conhecê-los, não é? Por isso, separamos aqueles que merecem a sua atenção:

1- Negligenciar a elaboração de um plano de negócios

Muitos empreendedores novatos não elaboram um plano de negócios. Tal documento não precisa ser especialmente longo ou detalhado, mas reservar tempo para ele ajudará a manter os seus esforços consistentes, servirá como um ponto de reunião para a sua equipe e dará marcos para medir o seu progresso.

O planejamento é uma etapa fundamental para o sucesso de qualquer empreendimento. Sem tirar um momento para refletir sobre as características do seu negócio ou traçar metas, será muito difícil promover a sua evolução ao longo dos meses. É preciso saber onde você deseja chegar.

2- Cometer erros na gestão financeira

É comum que os empreendedores negligenciem o planejamento financeiro e calculem de forma equivocada a quantidade de capital necessária para colocar seus negócios em funcionamento. O resultado pode ser catastrófico e render complicações financeiras logo nos primeiros meses de atividade — o que gera uma grande pressão por resultados que tende a complicar a execução do que foi traçado.

Para evitar tais problemas, certifique-se de fazer projeções financeiras para o seu novo negócio, especialmente nos primeiros 12 meses. Além disso, não deixe de considerar a necessidade de capital de giro para financiar as atividades durante esse período — e não somente os custos dos investimentos iniciais e das despesas fixas.

3- Deixar de fazer monitoramentos e ajustes

Acabamos de falar sobre a importância do planejamento na gestão de empresas. Entretanto, ele não pode ser estático. Você precisa monitorar constantemente o progresso da sua empresa para atualizar as metas, traçar novos planos, fazer projeções e aperfeiçoar o seu negócio.

4- Comprar ativos com seu fluxo de caixa

Um erro frequente de empresas com problema de gestão é usar o caixa operacional para pagar ativos de longo prazo. Em vez disso, ao determinar como você pagará por grandes compras — como equipamentos —, considere reunir uma boa reserva financeira ou buscar um empréstimo para evitar os impactos negativos nas atividades do dia a dia.

5- Evitar ajuda externa

Muitos novos empreendedores relutam em admitir que precisam de ajuda. Mas a verdade é que todas as empresas necessitam de parceiros para alcançar os seus objetivos.

A gestão de empresas passa diretamente pela escolha correta de aliados. Não tenha receio de procurar por mentores, contratar consultorias, terceirizar serviços ou criar parcerias com organizações que já estão estabelecidas no mercado.

6- Errar na definição do preço

Não cometa o erro de definir seus preços com base apenas no que a concorrência cobra. É importante pesquisar os custos detalhadamente para cada um de seus produtos ao decidir quanto cobrar. Além disso, não deixe de monitorar a satisfação dos seus consumidores para realizar ajustes sempre que for necessário.

7- Não ter visão sobre todas as áreas da empresa

A lógica para que uma empresa tenha lucro é bastante simples: basta comprar ou produzir um produto por um custo e revendê-lo por um valor superior. Porém, na prática, essa equação se torna mais complexa por conta de todos os fatores que exercem influência.

A gestão da empresa deve levar em consideração toda a estrutura do negócio para que consiga extrair o máximo da organização. Além de comprar e revender produtos, você precisa se preocupar com controle de estoques, administração financeira, recursos humanos, marketing e contabilidade, entre outras atividades.

8- Não reconhecer o papel da contabilidade

Um dos erros comuns de iniciantes em gestão de empresas é enxergar a contabilidade apenas como uma obrigatoriedade que gera um custo extra mensal. Porém, a verdade é que ela pode exercer um papel que vai além de auxiliar na abertura da empresa e cumprir os procedimentos burocráticos.

O seu contador pode facilmente se tornar um grande parceiro para ajudá-lo a gerenciar o seu negócio. Com as informações processadas pela contabilidade, é possível otimizar os controles internos, realizar um planejamento tributário, reduzir os riscos de multas e garantir o cumprimento das obrigações trabalhistas, entre vários outros benefícios.

Você já conhecia esses erros comuns cometidos na gestão de empresas? Gostaria de descobrir tudo o que a contabilidade pode fazer pelo seu negócio? Então, entre em contato com a equipe de especialistas da Express!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top