skip to Main Content
Imposto De Renda Para Pessoa Jurídica: Entenda Como Funciona!

Imposto de renda para pessoa jurídica: entenda como funciona!

Saber tudo sobre os impostos que incidem sobre uma empresa é basicamente uma obrigação de todo gestor, não importa o tamanho do negócio. E entre esses tributos, um dos que levanta mais dúvidas é o Imposto de Renda para Pessoa Jurídica, também chamado de IRPJ. Quer entender melhor como funciona a declaração desse imposto? Confira no post!

Quem precisa declarar o IRPJ?

Assim como as pessoas físicas precisam declarar anualmente o Imposto de Renda, o mesmo acontece com as pessoas jurídicas. Segundo o Art. 44 do Código Civil Brasileiro, de 2002, são consideradas pessoas jurídicas as associações, sociedades, fundações, organizações religiosas, partidos políticos e empresas individuais de responsabilidade limitada.

Portanto, se você é gestor de uma empresa (tendo ela registro ou não) que se encaixa na definição acima, é necessário fazer a declaração de Imposto de Renda de Pessoa Jurídica (IRPJ).

Quando acontece a contribuição?

As empresas podem realizar o pagamento do IRPJ juntamente ao DARF (Documento de Arrecadação das Receitas Federais). O imposto pode ser declarado de forma anual ou trimestral, entenda:

no caso da contribuição ser feita de forma trimestral, ela deve acontecer nos meses de março, junho, setembro e dezembro, nos dias 30 ou 31;

se a contribuição for feita anualmente, deve ser no dia 31 de dezembro.

A única exceção é se acontecer de a empresa se fundir com outra em meio a uma dessas datas. Nesses casos, o pagamento deve ser feito no momento da fusão.

Qual é o valor do IRPJ?

As empresas se enquadram em diferentes regimes tributários e é a partir do tipo de regime que o valor do imposto será calculado. Existem as seguintes possibilidades:

Lucro simples (Simples Nacional)

Esse é o tipo ideal para empresas pequenas, pois traz várias facilidades em relação às obrigações legais. Os negócios que estão dentro deste regime fazem o pagamento de todos os tributos através do Documento de Arrecadação do Simples (DAS), inclusive o IRPJ;

Lucro presumido

Aqui se enquadram as empresas que têm faturamento anual entre 4 e 78 milhões de reais. Através dele, as empresas não são obrigadas a apresentar uma contabilidade detalhada, pois o governo presume o percentual que é de lucro e, assim, a porcentagem para o IRPJ fica em torno de 15% a cada trimestre;

Lucro real

Esse é o regime que a maioria das empresas usa e, com essa possibilidade, o governo sabe o lucro exato que a sua empresa teve, assim não há erro no valor calculado. A partir dos valores reais que a empresa fornece, se coloca uma taxa de 15% de imposto.

Lucro arbitrado

Usado apenas em casos onde as empresas não se encaixam nos outros tipos, no lucro arbitrado quem apura os valores é a autoridade arbitrária. Nesses casos, se adiciona uma alíquota de 15% e, em situações que o valor seja maior que 60 mil reais por trimestre, se adiciona mais 10%.

Tenha cuidado com os prazos

Uma das principais dicas, se não a principal, em relação ao IRPJ é prestar atenção nos prazos, pois as multas para quem faz a contribuição após a data limite variam entre 2% e 20%. Além disso, se você omitir informações ou incluir dados incorretos, corre o risco de ser multado. E lembre-se: a declaração dos impostos só pode ser realizada por quem tem assinatura e certificado digital válidos.

Para realizar todo esse processo de declaração do IRPJ sem dor de cabeça, a dica é que você conte com o auxílio de uma consultoria de contabilidade. Dessa forma, você será ancorado por profissionais qualificados que saberão exatamente o que fazer e vão realizar os pagamentos com garantia de segurança para você.

Agora que você já sabe tudo sobre o IRPJ, é só colocar em prática de acordo com o regime tributário da sua empresa. Conte com a qualidade dos serviços da Express Contabilidade e, se tiver ficado com alguma dúvida, é só deixar nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top